sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Lua em Vênus...




Me fez falta as noites de céu azul...
A brisa a me fazer um falso frio de outubro,
Meu tempo confortável...
Olhar as luzes de cima de um lugar qualquer
E escrever sem me preocupar em falar bonito,
Sobre algo bonito que não sei descrever.

Me fez falta, o tempo das solidões sóbrias,
Cheias de loucuras controláveis 
Das quais eu sei enjaular.
A música do meu silêncio entorpecente...
O tocar da repetição do meu renascer,
Escondido no que sou e no que me torno.

O meu passar de vida nos olhos,
Como se eu pudesse me orgulhar das dores que venci.
Como se realmente importasse de onde eu vim...
Como se mais nada nesse mundo pudesse me parar!
Como se eu fosse a órbita de uma loucura combinada
De sonhos a se realizar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário