domingo, 22 de fevereiro de 2015

Tempos



Eu queria escrever um outro texto,
Eu queria dizer: - não tenho medo...
Eu queria dormir sem ter receio,
De um futuro que não sei onde vai dar.

Poderia dizer que volto logo,
Poderia abraçar todos os sonhos.
Eu queria poder tornar mais fácil,
Esse abismo inseguro a onde eu vou.

Não podia carregar de outra forma,
Não podia esquecer essas memórias,
Não podia apagar todas as marcas,
Que o caminho tatuou em minha história.

Mas queria acreditar em meus amores,
E que todas boas novas dessem certo,
Eu espero que o presente que se refaça,
Com certezas programadas para mim.

O ontem me guarda, e eu me guardarei,
O hoje me embala, e eu embalarei,
O amanhã me aguarda, e eu aguardarei,
Na calma do tempo que corre ao revés.