terça-feira, 21 de julho de 2015

Tempo nublado...




Às vezes eu queria escrever uma crônica bonita...
Dessas de verão, de saia rodada entre as flores.
Mas é eu perco o sono, eu fumo demais,
E me incomoda o barulho da goteira da pia.

Essa é a vida, e é cheia de imperfeições...
Me pego em dúvidas sobre as mesmas questões,
Já repetidas.

No mais, eu nem gosto do verão...
Eu só queria escrever uma crônica distraída,
Pra contrastar com o cansaço de quem pensa demais,
No meio do cotidiano cinza.

domingo, 12 de julho de 2015

Contradições do voo...



Toda melodia que ouvi conta minha história...
Cabe em mim todos os sentimentos do mundo,
Pra debater, chorar, sorrir e fugir.

Como se nada eu tivesse...
Tento salvar da queda sonhos risonhos pra dividir.
Como se eu fosse responsável por cada lágrima que cai, 
Ao redor do que considero possível mudar.

Por achar que todo mundo dói um pouco igual,
Virei uma heroína frustrada, com uma asa quebrada,
Tentando sorrir.