terça-feira, 24 de junho de 2014

Agora...



Eu deixei de ser saudade,
De tudo que a gente não foi.
E agora eu já não sinto falta,
De tudo que a gente não é.

2 comentários:

  1. E quanto ao que a gente não será?

    ResponderExcluir
  2. Do presente a gente cuida, o futuro se ajeita.

    ResponderExcluir